ATLS: IMPACTO POSITIVO DAS DIRETRIZES

FUNDAMENTOS:

As diretrizes avançadas do ATLS são amplamente aceitas para o
tratamento inicial de pacientes com trauma. A aplicação dessas diretrizes e seu
manejo por meio da equipe de trauma iniciaram no Hospital João XIII, de Bergamo, em
abril de 2011. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos relacionados à
mortalidade na sala de emergência e 24 horas após a admissão.

MÉTODO:

O período do estudo foi de abril de 2011 a dezembro de 2012 e o período
de controle foi de janeiro de 2007 a março de 2011. Todos os pacientes admitidos
foram identificados pelo primeiro diagnóstico, excluindo traumatismo cranioencefálico,
incluindo apenas os internados em unidades de terapia intensiva, cirurgia geral e
ortopedia.

RESULTADOS:

O grupo controle incluiu 198 pacientes e o grupo de estudo 141. Não
foram encontradas diferenças em relação ao sexo, tempo de internação ou escore de
gravidade da lesão (ISS). Entre os pacientes que morreram, não foram encontradas
diferenças em termos de pressão arterial sistólica, acidose metabólica ou consumo de
concentrado de hemácias. A mortalidade foi significativamente maior no grupo controle
do que no grupo de estudo (14,1% vs 7,1%, respectivamente; p<0,05). A mortalidade
na sala de emergência foi significativamente menor no grupo de estudo (0,7% vs
7,1%, respectivamente; p<0,05).

CONCLUSÃO:

A introdução das diretrizes ATLS tiveram impacto positivo no controle
da mortalidade nas primeiras 24 horas, tanto na sala de emergência quanto nas
unidades de internação.

 

Resumo com base no artigo:
Stefano Magnone, Andrea Allegri, Eugenia Belotti, Claudio Carlo Castelli, Marco Ceresoli,
Federico Coccolini, Roberto Manfredi, Cecilia Merli, Fabrizio Palamara, Dario Piazzalunga,
Tino Martino Valetti, Luca Ansaloni. Impact of ATLS guidelines, trauma team introduction, and
24-hour mortality due to severe trauma in a busy, metropolitan Italian hospital: A case control
study. Ulus Travma Acil Cerrahi Derg. 2016;22(3):242-246.

Comentários

comentários